A Ética Protestante E O Espírito Do Capitalismo

07/09/2016 16:02

Max Weber propõe a tese de que a religião protestante deu impulso ao capitalismo no ocidente. Weber sabe que o capitalismo não surgiu com o protestantismo no século XVI, mas sim nas cidades italianas dos séculos XIII e XIV. O capitalismo tem origem na mentalidade cristã e sua ideia de pregresso. O surgimento das nações e a concorrência que estabeleceu-se entre as manufaturas desses países , importantes avanços no transporte marítimo e o aperfeiçoamento das bússolas feitas pelos europeus levaram ao surgimento da mentalidade capitalista.Quando o protestantismo surgiu, essa ideia já estava amadurecida, e grande parte da burguesia e dos mercadores converteu-se ao protestantismo.

A tese de Weber é que o espírito ascético foi o que deu ao capitalismo a sua força. Weber percebeu que esse espírito existia na idade média nos mosteiros, mas que entre a população comum dos fiéis católicos essa crença não penetrava. A vida do fiel católico não era estável, vamos assim dizer, mas era uma sucessão de atos de caridade e de pecados. No caso do fiel pecar, sempre haveria o sacramento da confissão para redimi-lo. No protestantismo, especialmente no calvinismo, isso não existia. Só havia a opção da salvação ou da danação eterna. Calvino exigia que o fiel deveria viver uma vida coerente e estável do começo ao fim de sua vida. Não havia o padre para perdoá-lo.

SAIBA MAIS, CLIQUE AQUI


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!