A Guerra Dos Sexos - Livro

28/08/2016 23:10

 

A Constituição Brasileira em seu Capítulo I, artigo 5º, garante no seu inciso I: “Homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações”. Portanto, perante a lei está mais do que claro: o homem não é superior à mulher e vice-versa. São iguais, mesmo.
Mas é bom não esquecer que o homem e a mulher são seres de identidade e papel diferentes e, por isso, agem também diferentemente. Então, não adianta alimentar a ilusão: não existe − especialmente sob o ponto de vista biológico − igualdade entre os sexos. Neste aspecto, existem certas peculiaridades inerentes apenas ao homem e outras à mulher. Doenças, por exemplo, há aquelas que só acometem o homem e outras que só acometem a mulher; e há também aquelas que são mais freqüentes em homem e vice-versa.

É importante assinalar, porém, que o papel do homem e o da mulher tem também a vertente do processo da construção cultural pertinente a cada um, a qual pode mudar de acordo com a época atingindo cada sexo de forma particular. Mas, como disse Moacir Costa no seu livro Sexualidade na adolescência “O papel sexual é a adaptação do indivíduo, de modo que ele possa aceitar para si mesmo e demonstrar aos outros sua adequação ou não aos valores sócio-culturais”.

SAIBA MAIS, CLIQUE AQUI



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!