Bíblia E Misticismo

28/10/2016 15:32

O presente livro trata da Bíblia de uma forma que você nunca viu. Aqui proponho a visão mística, que seria o quarto nível de interpretação bíblica, uma vez que os três anteriores são o literal, o moral e o alegórico.

Baseio- me em diversas filosofias, em especial a cabala e a gnose, de onde tirei grandes informações das interpretações das passagens feitas pelos antigos, o que nos interessa para compreender os textos. Muitas vezes falo com as pessoas que trabalham com a Bíblia, seja em sua corrente religiosa, ou por outra obra, e vejo que mesmo elas não compreendem muitas das passagens, em especial do Antigo Evangelho.

Como esses textos são judaicos, percebi que já muito foi estudado dos mesmos, e que existem escritos místicos como o Zohar e o Sepher Yetzirah, que nos dão a chave de muitos dos mistérios ocultos em passagens como os presentes no livro do Gênese ou mesmo de Ezequiel, que são cheios de simbologias.

O livro possui uma linguagem leve, sem defesas teológicas ou críticas científicas, uma vez que aqui respeitamos o livro dos livros, acima de tudo.

Esse livro contém também muita informação, que lhe será útil e que poderá contribuir a uma visão mais ampla das escrituras, que foram textos escritos por sábios e inspirados pelo Espírito Santo. Outrossim, trago a contribuição dos evangelhos apócrifos, especialmente os descobertos por arqueólogos em Q‘unram, no Egito. Descubra os mistérios mais profundos da Bíblia, leia e se surpreenda. Boa leitura.

 

Cristo não morreu


Cristo é o vivo, ele não morreu. Viveu em torno de 77 anos, segundo alguns escritos essênios, de forma que continuou sua vida, porém não de forma pública, sendo apenas o homem Jesus (abandonado pelo Pai). Isso já era esperado pelo mesmo. A sua missão foi cumprida com o templo que desmoronou e foi reerguido em três dias. Foi a Pedro que ele outorgou a continuidade. Também Paulo continuou a missão de publicar os ensinamentos. De certa forma foram muitos os que testemunharam o Cristo, trazendo sua história por tradição oral, a qual foi colocada no papel ou papiro muito tempo depois. O que é vivo não morre, nem o que é morto vive. Tinha 120 seguidores diretos e continuou com sua sociedade secreta, mais veladamente com os discípulos, mas como Jesus, homem comum, sem a manifestação do Cristo em si, o qual partiu na crucifixão:
¿Pai, porque me abandonastes!¿ Cristo não morreu. Ele foi tragado ao céu, como Enoc e Elias.

SAIBA MAIS, CLIQUE AQUI

Conheça os emagrecedores que estão bombando. Compre agora com 6% OFF no Boleto!

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!