O Legado Dos Templários

28/10/2016 20:18

Ao melhor estilo Dan Brown


Quem adorou os romances de Dan Brown vai gostar do livro de Berry. Os dois têm muito em comum: a construção de um cenário, as cenas internas e externas, a trama em torno de um único ponto, a tensão durante o livro todo, vários detalhes reais (tanto na história como nos cenários) e muito informação.

Os livros de Brown, no entanto, são bem escritos e as histórias são mais atrativas. A vantagem do livro de Berry está na sociedade misteriosa no qual o enredo se desenrola; a Opus Dei, os Iluminatis, a NRO e a NSA dos quatro romances de Brown não têm a menor graça quando comparadas com a Irmandade dos pobres soldados de Cristo e do templo de Salomão, ou simplesmente os cavaleiros templários.


O livro de Berry gira em torno, como o próprio título diz, do legado dos Templários. Ao longo do livro o leitor é informado que no enredo este legado não é somente uma grande quantidade de tesouros, mas de informações sobre os verdadeiros fatos da ressurreição de Cristo.


Os personagens principais são um agente americano aposentado radicado na Escandinávia e sua antiga chefa viúva, eles lutam para revelar os segredos que o marido morto da americano buscava desvendar. A trama começa na Escandinávia e parte para a França, pelos castelos, igrejas e abadias.


Apesar de ser um romance, os temas levantados sobre a origem do cristianismo e da Bíblia com todas suas incoerências são um grande atrativo do livro. A descrição das cidades e de seus monumentos também. Assim como a história dos Templários e de sua extinção.

SAIBA MAIS, CLIQUE AQUI

Na Riqueza Magazine você ganha em até 7 níveis sem investir nada | Faça seu cadastro agora e saia da crise!

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!